28 de jun de 2008

Pug Love - Part II (fan fic)






Fiquei tão feliz ao saber que vcs gostaram da minha primeira fic, que decidi fazer a segunda parte, e espero que também gostem.




Bisous mes amours.










Depois de ficar por horas a fio a pensar no beijo - e que beijo -, eu finalmente fui me aprontar para o encontro.


"Com que roupa eu vou?" - foi o que eu pensei.


Escolhi um lindo vestido verde-esmeralda - iria usá-lo com um cinto, para marcar bem a cintura -, mas depois desisti, pois não sabia se nós iríamos para um lugar extremamente elegante ou simples. Ao mudar de visual, escolhi - desta vez para valer - uma calça jeans bem justa, uma linda sandália de salto preta e um blusa preta de seda (sintética, pois eu sou vegan)- pretty casual -, mas é claro, caprichei na lingerie rsrsrsrs, mais do que nunca, pois fui até a La Perla e comprei a mais sexy das lingeries.


Chegada a hora, às 19hs em ponto, ele chegou e a recepcionista do hotel me ligou para me avisar.




Nunca havia me sentido daquele jeito, tão ansiosa, tão alegre, tão...sem saber o que fazer.


Ele estava lindo, simplesmente lindo todo de preto.


"Acho que vou trocar de roupa." - eu disse.


"Por que faria isso? Você está simplesmente perfeita." - Gerry disse com o bom e velho sorriso sedutor e olhar penetrante - olhar este, que me despia por completo.


"Ok! Mas se eu for a pessoa mais simples do lugar, eu te mato." - disse eu no tom de brincadeira.


"Hmmm...só espero que você me mate de prazer." - disse Gerry me dando um beijo no pescoço.


"Não me tente!", entramos no carro e fomos embora.


Chegando lá, vi que o lugar para onde ele estava me levando, era o famoso "Les Deux" - que por sinal é lindo. Fizemos nossos pedidos, porém quase não comemos, pois não vimos nada, somente nos beijamos e beijamos e beijamos, até dizermos chega - o que foi difícil, pois o Gerry beija muito, mas muito bem.


"Acho melhor irmos para outro lugar," - eu disse "Algum lugar mais reservado." - sussurei no ouvido dele.


"Você leu a minha mente. Eu sei de um lugar perfeito, vamos para minha casa."


Pagamos e fomos embora. Eu estava em chamas e sempre que o sinal ficava vermelho, aproveitava para beijá-lo, pois eu mal conseguia esperar até chegarmos aonde quer que devíamos que chegar.


Finalmente chegamos, Gerry abriu a porta e me deu passagem para entrar - um gentleman. O local era realmente bem decorado e aconchegante, mas como não estavamos lá para ter uma aula de decoração, ele me puxou para perto dele e começou e me beijar apaixonadamente e a desabotoar a minha blusa, e eu, comecei a tirar o paletó e a desabotoar a camisa dele.


Quando estavamos chegando no clímax do momento,quando tudo parecia perfeito, neste momento, justamente neste momento...a campainha toca. Eram primos do Gerry que chegaram da Escócia e não haviam avisado antes.


Por que eles tinham que chegar naquele momento?!? Não tinha nem como me apresentar, peguei minhas coisas e saí pelos fundos, o mais rápido o possível, porém, por causa da pressa, deixei meu sutiã - "Merda!!", eu pensei - no sofá e no caminho de volta reparei que meu escapulário tinha caído - "Merda!!!!", pensei novamente.


Cheguei ao hotel exausta e frustrada. Tive que tomar um banho gelado para esfriar meu sangue e, pelo menos tentar, ter uma razoável noite de sono.


Como não consegui dormir durante a noite toda, assim que amanheceu eu saí para dar uma caminhada, um longa caminhada. De volta ao hotel, a recepcionista me chamou:


"Sr.ª Jones!"


"Sim..."


"Chegou esta encomenda para sr.ª." - Era uma caixa de presente preta, com um lindo laço dourado.


"Algo mais?" - Eu perguntei.


"Sim. A pessoa que deixou esta caixa, também pediu para que lhe entregasse este bilhete.".



"Está bem, muito obrigada." - agradeci e saí correndo como uma louca.



Ao chegar no meu quarto, eu li primeiramente o bilhete e este dizia: "Veja o que eu encontrei!! Ass. Gerry". Após ler o bilhete, já sabia até o que era...mas ao abrir a caixa e ver que tinha de volta o meu sutiã e escapulário, reparei que tinha um outro bilhete dentro da caixa e logo reconheci a letra do Gerry:



"Quero tentar de novo, e desta vez, é pra valer.
Vamos nos encontrar hoje às 20:00hs?
Snogs,
Gerry"

25 de jun de 2008

Um início perfeito!!!!

Olá meninas, olha eu aki outra vez !!!
Tudo começou a uns dias atrás qdo li o sonho da Lucy aqui.
Nem preciso contar que fiquei LOUCA, FERVENDO, passando mal mesmo hehehe.
Ao chegar em casa resolvi colocar no papel o que seria o meu encontro perfeito com o nosso DEUS!!!
Espero que gostem...
"São 2 horas da tarde, procuro um restaurante apressada pois estou faminta.
No fim da rua encontro um afinal, pego uma mesa no fundo pois quero ficar longe do entra e sai.
Abro a minha agenda para verificar os meus compromissos enquanto o meu pedido não chega.
Ao levantar os olhos me deparo com uma visão...Pisco os olhos varias vezes pra me certificar que não estou vendo coisas.
Parado na porta vejo um homem alto, de calça jeans e jaqueta de couro marrom, ao entrar ele tira os olhos e dispara um sorriso para a garçonete que paralisa o ambiente.
Com as pernas trêmulas e com a sensação de que o mundo parou tento me recompor ao perceber que estou encarando o estranho insistentemente.
Para o meu deleite ele senta ao meu lado...olha pra mim e dispara um:
“BOA TARDE”
A sua voz e rouca e sensual, olho fixamente para seus olhos, os olhos mais verdes e penetrantes que já vi. Sinto como se ele tirasse a minha roupa com o olhar...
A comida finalmente chega mais a fome já se foi.
Ele se diverte ao me ver desconcertada qdo me pergunta se não vou comer...
Ao sorrir ele se apresenta...
Gerard Butler, mais todos me chamam de Gerry.
Prazer eu digo e ele nem imagina o tamanho do prazer que eu estou sentindo...
Ele acaba de comer, pega um papel chama a garçonete para pedir uma caneta... Anota algo e me entrega.
Dirige-se para a porta, se vira, acena e vai embora.
Após 5 minutos olhando a entrada na esperança de vê-lo voltar, vou embora.
Chego em casa por volta das 6hs e ao colocar a minha agenda em cima da mesa um papel cai...
Então me lembro do bilhete que ele me deixou e na hora por estar tão atordoada eu não li.
Leio 1, 2,10 vezes
No bilhete está escrito o seu endereço e uma observação:
PS: ÀS 08h00hs
Depois de uma maratona para me arrumar chego a sua porta pontualmente
Ele abre a porta vestido de maneira casual mais extremamente sexy, põe a mão na minha cintura e me conduz para dentro.
Nessa hora um arrepio percorre o meu corpo em resposta ao seu toque.
Viro-me e ao me deparar com seus olhos verdes me rendo aos meus mais secretos e indecentes desejos.
Ele me puxa de encontro ao seu corpo, envolve a mão em meu cabelo e nossos lábios se encontram, nesse momento nossos corpos se inflamam.
Sinto a sua excitação de encontro ao meu ventre, nesse momento ele me ergue em seus braços e me leva para sua cama.
Suas mãos são fortes mais delicadas, vão percorrendo cada pedaço do meu corpo, como se já o conhecesse perfeitamente.
Beija o meu pescoço e desce pelo meu colo até chegar em um dos meus seios, brinca com o meu mamilo e o suga com violência.
A excitação é tanta que chega até doer.
Sua boca percorre a minha barriga e desce devagar em uma tortura deliciosa, qdo sua boca chega ao ponto mais sensível do meu corpo, sinto espasmos e um leve torpor tomar conta do meu ser.
Ao levantar a cabeça ele me olha com cara de safado!!!

Se posiciona entre as minhas pernas e então nos tornamos um.
Iniciamos uma dança frenética, no qual não diferenciamos quem é ele e quem sou eu.

Após a explosão de prazer ficamos imóveis, saciados.
Antes que eu pudesse me recuperar já estávamos enlaçados outra vez...."

fim
Espero que vcs tenham gostado, imaginado e se deliciado!!!
Bjinhos

24 de jun de 2008

Onde tudo começou...

Conheci (quem dera rs) ou melhor, descobri o Gerry a mais ou menos 1 ano ao assistir o Fantasma da Ópera, ou seja a 1 ano sou viciada, apaixonada, alucinada por esse HOMEM!!!!

Depois de muito tempo eu tive a felicidade de descobrir vcs, que me abriram um universo muito mais amplo, com muitas informações (inclusive a melhor informação de todas a teoria do 46, pra falar a verdade depois disso nunca mais dormi direito...haja gelo!!!) E melhor de tudo descobri que eu não sou a única alucinada por ele.

Também como não BABAR, DESEJAR, IDOLATRAR, AMAR e todos os adjetivos terminados em AR, ER, ÃO esse HOMEM?????

Que mulher (e alguns homens hehe) em sã conciência depois de vislumbrar essa boca, esses olhos, esse corpo,ui... não ficaria de quatro (calma é 4 de apaixonada, viu!!!) ???????
Enfim, não tem como resistir a ele, mais também resistir pra quê????Eu me rendo, me entrego mesmoooo sem a menor objeção hehe!!!

Mais enfim, esse post é somente um OI inicial que eu gostaria de dar, e dizer que espero que vcs gostem dos próximos que com certeza irei escrever!!!.

PS:Thanks Pati, Lucy, Ly e todas as Gerrymaniacas que me receberam de braços abertos...

21 de jun de 2008

Pug Love - Part I (fan fic)






O dia estava fatídico na cidade de Los Angeles. Somente duas semanas após minha chegada eu já me sentia cansada, sem nenhuma motivação...decidi dar uma volta, respirar novos ares e quem sabe, fazer novos amigos.

Durante o caminho, não vi nada que fosse de grande interesse meu, somente as mesmas coisas de sempre e isso me chateava ainda mais...quando ia atravessar a rua para voltar para o hotel, uma linda cadelinha cruzou parou ao meu lado e começou a roçar na minha perna.



"Que coisa mais fofa!!" - Pensei.


Decidi pegá-la no colo e ver o que estava escrito na coleira. Estava escrito o nome dela, "Lolita". Achei ainda mais fofo e algum tempo depois, quando finalmente eu ia atravessar a rua e escute:

"- LOLITA! LOLITA!"


Olho para trás, e vejo um homem - aparentemente nervoso - vindo em minha direção. Não era qualquer homem, era um homem charmoso, alto, simplesmente hipnotizante.

"- Obrigado por achar minha cadelinha." - disse ele.
"- Que isso, ela que me achou." - disse eu com um sorriso tímido - "Quando eu ia atravessar a rua, ela parou ao meu lado e roçou na minha perna, pedindo cafuné...muito fofa."
"- Então ela gostou de você, porque ela não faz isso com todo mundo."
"- Que bom, pois eu adoro cachorros, e adorei a Lolita."
"- Como você sabe o nome dela?" - disse ele com Lolita nos braços.
"- Está na coleira dela." - disse eu rindo.
"- Que estúpido eu sou..."
"- Claro que não!!!"
"- Bem, você sabe o nem da minha cadela, acho que é melhor agora, saber o meu."
"- Não precisa se apresentar, eu conheço você. Gerard Butler, certo? Aqueles paparazzi chamando pelo seu nome, ajudaram bastante."


Gerry olha para trás e se assusta com o número de paparazzi que estão a tirando fotos dele e diz:

"- Droga!!! Nem aqui me deixam em paz."
"- Quer sair daqui para se ver livre deles?" - eu ofereço.
"- Adoraria!!!"

Andamos pelas ruas de LA durante horas a fio, e conversamos como se fossemos um casal de amigos que há muito tempo não se via - "Santa Lolita!!", pensei eu. Paramos em frente ao hote onde eu estava hospedada e na despedida ele disse:

"- Quando posso te ver de novo?" - com um incrível brilho no olhar.
"- Quando você quiser, pois não vou voltar para o Brasil tão cedo."
"- Hoje às 19.00 hs?"
"- Perfeito! Aonde vamos nos encontrar? Aqui mesmo?"
"- Sim, mas não vou contar o lugar para onde vou te levar." - disse ele com um sorriso maroto e um jeito todo especial, que só ele tem.
"- Adoro surpresas."
"- Então acho que vai gostar desta..." - disse Gerry roubando-me um beijo. Eu fique estática, não sabia aonde estava, quem eu era e nem de onde eu vinha...nunca havia gostado tanto de uma surpresa.
"- Está marcado então, hoje às 19.00 hs aqui...você não vai se arrepender." - disse Gerry se despedindo (com aquele sorriso), andando de costas com Lolita ao seu lado e esbarrando em duas pessoas.


No último momento, após o beijo surpresa, eu lembrei que não havia me apresentado e ao lembrar disso, corri e gritei:

"-EU ME CHAMO REBECCA JONES!!"


Babação sagrada de cada dia ... \o//

Olá minhas queridas ! Passando muito mal ainda ( muito bem,eu diria, haha) com a postagem anterior da Lucy ? Demais né...Tá de parabéns, querida, vc arrasa ! ( e arrasa conosco junto,rs)







Ô menino, você aí na piscina e a gente aqui morreeeeeeendo de calor, podemos pro seu ladinho ?... Eu não tô fazendo nada, cê também não... Gostou da idéia ? Que coincidência ! Nós também ! Só não prometemos nos comportar ! ;)






( Essa vai pra Cassinhaaaaa ! ) Que isso ?! Vai onde com essa pressa ( e essa saúde, Ui ! ) toda ? O que ? Se vestir ? Mas a nossa idéia não era vestir as roupas, amado, era tirá-las, TIRÁ-LAS ! Compreendeu ?


Há-há ! Gostou da idéia, né ? Eu sabia... =D



( Rapidamente ele tira TUDO e te olha...assim ! : )



Ô, gente, era disso que eu tava falando...Vem cá amor, chega mais perto...
Ui, vcs estão aí ainda ? Calmaaaaa ! Tem mais...


Bom, vamos à ela : a fic ! \o//
Gerry entrou em seu carro, pensando na linda e interessante mulher morena e brasileira que havia conhecido." Como ela é linda e divertida..." Mas, por um momento, lembrou-se que...

"- Oh, meu Deus, eu sou uma mula ! Esqueci de saber onde ela ficará ! E agora ? Preciso voltar ao aeroporto..."

Saiu apressado do carro, e foi a uma recepcionista do aeroporto.

- Bom dia, Mr. Butler ! – Ela estava toda pomposa e animada.

- Bom dia, eu preciso de uma informação : Encontrei com uma amiga minha aqui, mas esqueci de saber onde ela ficará ou o seu telefone, pode me ajudar, meu bem ?

- Claro ! Qual é o nome dela ? – Isso é proibido.Mas para o Sr. Butler,quem negaria algo ?

- Luiza...Marques. Boa lembrança,Gerry !

- Sim, me deixe ver...Luiza Marques, Brasil/ NY ?

- É, isso mesmo ! – Ele respirava aliviado,agora.

Ela disse a ele o nome do hotel e o seu telefone particular.

- Muito obrigada, senhorita.Fico lhe devendo essa, tenha um bom dia.

- Por nada , Mr. Butler,imagine...Tenha um bom dia também.- Ela e toda a torcida dos Yankees se derretiam por ele.

Ele foi correndo para o carro, feliz da vida, por ter conseguido o contato de Luiza.Com o pequeno diálogo, percebeu que ela era...maravilhosa.E como a acho bonita...Foi para casa e preparou tudo com cuidado para a noite.Ficaria apenas na torcida para que ela aceitasse o convite.


Acordei do cochilo e fui tomar um banho,pensando em já sair naquela noite e aproveitar o primeiro dia e todos os outros como se fossem os últimos.Vesti um vestido azul Royal acetinado,cintura alta, levemente rodado e decotado, frente única,amarrando-se ao pescoço.Fui tão criteriosa ao me arrumar,parecia até que me arrumava para alguém...e realmente era.Preciso dizer quem ?Pena ser tão difícil encontrar com ele por aí...seria literalmente um sonho.

Mais alguns minutos se passaram, e o meu carro alugado chegou ao hotel, e fui avisava pelo telefone do quarto.Desci e fui em direção ao automóvel, quando pude escutar aquela voz familiar a me chamar...eu não acreditava em meus ouvidos, e me voltei para trás :

- Hey, Dr. Luiza ! – Era ele ! Mas como ? ...

- Hey, Gerry, que coincidência maravilho...

- Não, não é coincidência.

- Não ?

- Não. Te procurei e parece que achei, e na hora certa.Você está tão linda...- Me olhou deslumbrado, Puxou-me para si levemente, segurando-me pela cintura e me beijou longamente...no rosto.

- Obrigada – ruborizei – mas... me procurou, como ?

- Eu tenho as minhas fontes, baby. – Disse ele , vaidoso.

- Como assim “tenho minhas fontes” ? Conte isso direito !

- Depois...Para você está indo ?

- Ainda não sei.Quero aproveitar pra conhecer a cidade, não quero perder nenhum dia !

- Posso lhe acompanhar ? – Como foi gostoso ouvir aquilo e ver seus olhos verdes fixos aos meus,banhados pela luz da lua. Ele estava de camisa branca de botões,terno preto de ótimo corte ajustado ao seu corpo, em suas medidas perfeitas...A calça, levemente justa nas pernas poderosas,na medida certa para que me deixasse...louca.

- Me acompanhar ? Adoraria.Prometa que será um bom anfitrião,Gerry... – Sorri.

- Eu prometo... – e me olhou levado.

- Deixe o seu carro com a recepção, vamos no meu.

- Não precisa eu...

- Faço questão.

- Você é sempre incisivo assim ?

- Só quando quero muito algo...- Aquele olhar guloso combinava com ele.Mais um daqueles e eu não me responsabilizaria por meus atos...

- Está bem. Você venceu.

- Venha. – Segurou em minha mão e fomos até o carro. Era um lindo volvo preto com estofados claros... Ele tem bom gosto.Para tudo, para cada detalhe.

Entramos, e ele deu a partida no carro.Conversamos algum tempo sobre amenidades.Ele parecia muito interessado em me conhecer melhor. Volta e meia me perdia em seus detalhes,seu corpo, seus gestos,seu cheiro maravilhoso que pude sentir no aeroporto pela primeira vez...Esse seu perfume que me marcara a pele.Perto ou longe, eu o sentiria...para sempre.


É isso meninas, por hoje ! Eu não terei tempo de entrar e fazer outro post nesse FDS por conta das provas, mas...Assim que der eu venho matar vcs na unha, hehehe ! Mil beijos, e bom FDS, flores !

17 de jun de 2008

Sonhando com o Gerry

Sonhando com o Gerry
By Lucy
Um dia desses a Cléo me presenteou com essa foto e, novamente, surtei:
Amigas, digam-me: o que é isso! É real essa fartura toda?!!!
E o melhor, pra nós, é que é!!!
Aguenta coração...

Drooling Bouncy Smileys


Não consegui resistir, fiquei olhando por horas e horas esse peitoral todo avantajado, musculado – dá uma vontade tão, mas tão grande de passar a mão ali (várias vezes, of course)!
Meninas, que chester! Socorro!!!
Esse homão nos puxando pra perto dele, a gente ali bem pertinho desse peitoral ostentoso, desses braços tão bem trabalhados, grudadinhos, ele todo molhado... ploft!

Fainting

Então, resolvi propor a vocês o seguinte: vamos refletir sobre algumas partes suculentas que podem ser admiradas na mencionada foto (queridas, não dá pra falar de todas as partes do nosso rei num só post, eu não agüento de tanto desejo...)
Hmm 2


OLHOS
Esse olhar de mistério, de desejo, de luxúria – é o olhar mais fascinante e profundo que já vi, ele parece invadir até o âmago da nossa alma - e ainda por cima: olhos verdes!!!

(Bruna, Rose e Rosane - tão bem aí? Respirem, amigas, respirem, que o ar aqui também tá me escapando, sejam fortes...).



BOCA
Repararam a boquinha semi-aberta na foto da Cléo, pronta para um beijo quente e excitante? Imagina um chupão desse homem e as mil e uma utilidades dessa língua viajando em nosso corpinho!!!


(Ly, Cléo - BOCA... – cuidado que vocês vão dar curto no micro, tão suando muito, a coisa aí tá ficando muito úmida... passem lá na farmácia do Devassinhas e peguem um kit básico que o meu já tá aqui...)


(Kathya, querida, essa é só pra você, que bom que já retornou à ativa – que essa boca deliciosa com esse biquinho encantador ilumine seus caminhos...).


BARBA
E barbado!!! Assim eu não resisto, é um tesão! O Gerry barbado fica ainda mais homão, se é que isso é possível, mas eu o acho barbado uma estupenda delícia, irresistivelmente sexy, mais maduro - hummm! Passar as mãos nessa barba macia, roçar o meu rosto nela, sentir esfregá-la no meu pescoço, corpo, com jeitinho... ui!!!



(Pati e Cassinha, levantem já do chão e vão chupar muito gelo para abaixar esse fogo todo, eu aqui já tô fervendo, mas com a bacia de gelo ao lado - aliás, aproveitem esse post que ele tá um festival GB de barba)

Spinning

Todas as demais gerrymaníacas, por favor, limpem a baba, porque eu sei que as fotos do Gerry são mesmo de causar taquicardia (aliás, amigas queridas, não sei aonde vocês arrumam essas fotos preciosas, mas, por favor, nunca deixem de mandá-las a mim!). Gerryanas a quem não expressei o nome aqui me perdoem, mas ainda não sei qual dessas partes são as que mais as atraem, mas sintam-se também homenageadas – e para vocês, vai esse encanto de imagem:



Ocorre que, depois de ficar babando um tempão na foto, não deu outra, fui dormir e sonhei com quem? GERRY!!!
Tá certo que não foi aquele sonho com direito à prorrogação no jogo, mas só o fato dele estar ali, fazendo parte da minha vida em sonho, para mim já foi especial, sublime...

Blings

Eu fiquei imaginando como seria bom ter um daqueles sonhos com Gerry, do tipo bem especial, que faz a gente não querer mais acordar. E até conversei com a Bruna no MSN sobre como é bom sonhar com Gerry, mas como é triste acordar no melhor do sonho... Aí, como a nossa imaginação gerryana é fértil e doidivanas, sem perceber, comecei a vislumbrar na minha pobre mente ensandecida um sonho maravilhoso. Então, resolvi dividi-lo com vocês – espero que gostem e consigam imaginar-se nele...

Roll



Naquela tarde ensolarada e quente, Gerry vai nos buscar em casa, abre a porta do carro para entrarmos e, uma vez lá dentro, nos entrega uma linda rosa vermelha juntamente com um beijo carinhoso e apaixonado. Seguimos em seu veículo pela estrada e ele vai nos contando como estava com saudades, como somos importantes em sua vida, como o fazemos se sentir feliz e seguro, tudo isso ao som de músicas românticas especialmente escolhidas por ele para o momento.
Após um tempo, ele estaciona seu veículo rente a um caminho que se abre perpendicularmente à estrada. Retira-nos do carro, pegando em nossa mão. Saímos dali carregando a rosa que ele nos ofereceu na outra mão. Ele nos guia floresta adentro. O caminho é realmente lindo, há árvores antigas com imensas raízes sobressalentes à terra, cujos ramos estendem-se em larga dimensão. Vislumbram-se, ainda, flores do campo, cujo aroma perfuma delicadamente aquele pedaço particularizado do Éden. A certa altura, ele reclina-se ao chão revestido de grama, nos chamando para deitarmos ao seu lado. Recostamo-nos ao seu peito, fazendo-o suspirar de emoção.
O silêncio do ambiente é cortado pelas palavras do Gerry, que nos fazem rir e ele também nos professa juras de amor eterno e incondicional.
A certa altura, não conseguindo mais se controlar, Gerry nos envolve ardentemente em seus braços fortes e nos beija com furor, ao que correspondemos apaixonadamente. Sentimos crescer em seu corpo o desejo pela concretização física do amor que compartilhamos. Porém, receosas em sermos surpreendidas por algum estranho que por ali também estivesse em recreio, afastamo-nos ligeiramente de seus braços, contando-lhe os nossos temores. Ele nos fita de um modo sensual e profundo, que parece adentrar a intimidade de nossa alma.




Ele se ergue, levantando-nos juntamente, e nos explica que conhece um lugarzinho próximo dali em que poderemos ter um pouco privacidade. Ficamos um pouco atemorizadas com aquela proposta, mas não conseguimos mais recuar ao enorme desejo alojado em nossos corpos. Gerry nos conduz com rapidez até um recanto complementado por uma viçosa cachoeira. A cena é mesmo paradisíaca: Gerry nos presenteando aquele lugar esquecido no meio da floresta, o sorriso que desponta de seus lábios, a luz que cintila de seu olhar, sua voz meiga e melodiosa, seus cabelos ligeiramente desalinhados pela refrescante brisa, sua respiração ofegante, tudo nos preenche com fascinação.
Ele começa a despir-se, nos convidando a fazer o mesmo. Não há mais lugar para pudor, a mútua atração que envolve nossos corpos toma conta de nossos pensamentos, fazendo-nos esquecer todos os medos. O estalar das águas golpeando as pedras, o canto dos pássaros que por ali gorjeiam e o calor do dia aguçam, ainda mais, a nossa vontade de tê-lo em nós.
Ele se aproxima e nos envolve em seus braços, nos fazendo sentir seguras e amadas. Em seguimento, retira uma de suas pulseiras e a coloca em nosso pulso, pedindo-nos para não retirá-la mais dali. Docemente, ele nos encanta com sua ternura e seus carinhos.
Sentamos, então, um de frente ao outro, entrelaçando nossas pernas. Lembramos da rosa que outrora nos fora ofertada por ele, estendemos o braço e a pegamos. Gentilmente, deslizamos a rosa por todo o seu corpo em chamas, fazendo-o retesar os lábios, num misto de aflição e prazer, acelerando mais a sua respiração. Estamos tão aproximados um do outro, que conseguimos sentir o calor aguçado da boca de nosso amado que quase roçava a nossa.
Ele coloca suas mãos em nossa cintura e nos puxa com ansiedade, lascivamente, enroscando, para mais perto ainda, as suas grossas coxas nas nossas. A nossa boca busca pela de Gerry e, em desatino, o beijamos loucamente, a ponto de passar a mão em seu membro que a esta altura já estava duríssimo de excitação. Ele desce em beijos pelo nosso pescoço, seios, barriga e sexo, atendo-se ali por certo período. Sentimos sua língua agir em um desvario enérgico. O tempo nos parece haver cessado, tudo naquele local afigura-se como uma obra de arte, pela fantasia e luxúria do momento.
Ainda sentados, praticamente grudados um ao outro, novamente ele nos entorpece com seus beijos quentes e suas mãos lúbricas que passeiam pelo nosso corpo em sofreguidão, numa demonstração velada da urgência que tem em nos possuir. Sua respiração já esta esbaforida, seu hálito quente e gostoso.
Atrevidamente, ele nos penetra, envolvendo-nos por completo, de forma suave e arrebatadora. Sem pudor, entregamo-nos a ele, inteiramente, ardentemente. Desse instante, já não há mais volta: explode a paixão retida em nossos corpos...


Findo o enlace amoroso, corpos extenuados pela intensidade do ato praticado, ambos nos deixamos deitar por alguns segundos. Mas Gerry, empolgado pela magia do momento, infatigável, nos convida a adentrar no lago que se forma pela queda da cachoeira. Não há como recusar a esse pedido feito de forma tão afetuosa, ainda mais depois da consumação plena do nosso amor. Juntos, mergulhamos nossos corpos suados na água límpida e fria.
Minutos depois, percebendo que o sol já estava se pondo e que a temperatura da água estava nos causando arrepios gélidos, Gerry nos puxa para fora do lago e nos envolve em seus braços, massageando-nos e esquentando-nos com o seu abraço e encostando, novamente, seu corpo ao nosso. Mais uma onda de calor voluptuoso invade nossos corpos dominados pelo desejo. Sentimos o calor das mãos dele percorrerem as nossas costas, todo o nosso ser, além do seu corpo em ondulações alucinantes e quentes esfregando-se ao nosso. Inevitavelmente, uma nossa sessão de beijos e carinhos se inicia. Ele acaricia nossos mamilos com os polegares, beijando nossa nuca, e depois desliza sua língua pela nossa pele molhada. Sentimos a quentura de seu corpo forte, o seu membro pulsante e tudo fulmina no sexo mais vigoroso, intenso e despudorado que pode ser vivenciado entre um homem e uma mulher. Entre gemidos e sussurros de prazer, atingimos um orgasmo intenso. Ainda abraçados, deixamos que o suor deslize pelos nossos corpos ofegantes, ao mesmo tempo em que a lua vem deitar-se sob nós. Nesse momento, todas as nossas dúvidas são dizimadas: Gerry nos ama verdadeiramente...


Couples


É, colegas de suspiros, eu já tive a alegria de sonhar com ele algumas vezes, mas ainda espero pela felicidade suprema de tornar meus sonhos uma realidade perfeita...
É isso, amigas gerrymaníacas, estou com a nossa querida Gill, quando diz:
A esperança é a primeira que entra em coma e a ultima que morre!!!

E segundo complementa a nossa amiga Roseli:
Imaginar é algo que nos permite sonhar, sonhar é algo que nos permite desejar, desejar é algo que nos permite possuir, possuir é algo que nos permite imaginar o inimaginável e ter a chance de um dia o realizar...



Despeço-me, desejando-lhes muitos sonhos delirantes com o nosso amado.
Mil e um beijinhos, recheadinhos de carinhos, da Lucy...
Kisses





15 de jun de 2008

A verdade por debaixo do KILT!!!!













Anaïs Nin escreveu em seu livro, o "Pânico na Tv" mostrou na semana passada e hoje eu posto aqui a verdade under the kilt haihaihaiha - verdade nua a crua devo dizer.











Os escoceses não usam nada por debaixo do saiote NADA, RIEN, NIENTE, NOTHING AT ALL, NECAS DE PITIBIRIBA, NADICA...e sabem o que isto quer dizer?!?!


Somente uma coisa...que o "amiguinho" que representa a gostosura do Gerry calçar 46 - ainda me choco com isso o.O -, fica livre leve e solto, dando bobeira qndo o nosso rei vai festejar da forma mais tradicional com a família na Escócia.



Quem já viu a entrevista dele no Leno (Link para download: http://www.gerardbutlergals.com/forums/index.php?autocom=downloads&req=download&code=confirm_download), falando sobre os micos que ele pagou qndo foi ao casamento dos irmãos, sabe do que estou falando hehehehe. Bem, só para relembrar, a história é a seguinte, e um dos casamentos - só que eu não lembro se foi do irmão ou da irmã dele -, Gerry estava todo relaxado, sentado assistindo ao discurso de um dos amigos do irmão. Até aí tudo bem, senão fosse o facto dele estar de kilt e sentado com as pernas abertas - aí eu fui para o bananal. TUDO EXPOSTO E EU NEM ESTAVA LÁ x_X (!!!!!!). Eu nunca quis tanto ir a um casamento. Imaginem só minha companheiras, a felicidade das lulús de plantão naquele dia...os olhos a brilhar mais do que se fossem estrelas, ao ver todo o poder que um simples kilt escondia - aposto que todas nem lembraram do nome ao ver tanto poder - eu sei que não lembraria.













um ventinho não faria mal a ninguém








Cada da que passa, amo mais a Escócia, e também fico cada vez mais devassa ao pensar no Gerry "SUPER 46" Butler.







Tá ok Gerry vc já falou que tem um "grande menino", agora me mostra!!!




Se um dia ele me olhar assim, eu vou para o mundo do pecado e não volto mais

Pode ficar a vontade.Não tire só os sapatos, pode tirar toda a roupa.

Estava eu procurando fotos de kilt, e acabei por achar esta reportagem: http://noticias.terra.com.br/popular/interna/0,,OI1837763-EI1141,00.html , mas como minha mente é mais que pervertida, eu mudei a manchete e ficou assim:


Raphaela Rodrigues André João é culpada por fazer sexo com ator escosexy Gerard Butler de kilt
Raphaela Rodrigues André João, admitiu culpa nesta sexta-feira por fazer sexo em local público com ator escocês Gerard Butler vestindo um kilt (saia típica escocesa) na cidade de Nova Iorque, nos Estados Unidos.

E para fechar com chave de ouro, mais uma música que combina e muito com os nossos pensamentos gerryanos:

Nouvelle Vague - Dance With Me

Let's dance little stranger
Show me secret sins - Mostre-me pecados secretos
Love can be like bondage
Seduce me once again - Seduza-me mais uma vez


Burning like an angel
Who has heaven in reprieve
Burning like the voodoo man
With devils on his sleeve
Won't you dance with me
In my world of fantasy
Won't you dance with me
Ritual fertility

Like an apparition - Como uma aparição
You don't seem real at all - Você não parece real
Like a premonition
Of curses on my soul


The way I want to love you - A maneira que eu quero te amar
Well it could be against the law - Bem, poderia ser contra lei
I've seen you in a thousand minds - Eu vi você em milhares de mentes
You've made the angels fall
- Você faz os anjos caírem

Won't you dance with me
In my world of fantasy
Won't you dance with me
Ritual fertility

Come on little stranger
There's only one last dance
Soon the music's over
Let's give it one more chance

Won't you dance with me
In my world of fantasy
Won't you dance with me
Ritual fertility

Take a chance with me
In my world of fantasy
Won't you dance with me
Ritual fertility

Video: http://www.youtube.com/watch?v=ekQZPozjCX8

Bisous Mes Amours.

11 de jun de 2008

Olá Gerrymaníacas !

Cá estou eu , Loma, de volta. E sim, eu sou má, muito má.Deixei vocês com gostão de quero mais , não é ?( nada de gostinho, não há espaço para -inho e Gerry na mesma frase ! )

Bom, Essa semana o TMZ disse que o Gerry não gosta de fãs, que as trata mal, e etc, vide o vídeo que foi exibido e as meninas Ly http://gbutlersandicesdaly.blogspot.com/ , Rose http://gerrybutler.spaceblog.com.br/148113/Mexeu-com-Gerry-mexeu-comigo/ , Pati http://erikofantasmadaopera.blogspot.com/ , e entre outras, comentaram tão bem e disponibilizaram o vídeo para vermos. Bom, estamos cabeludas de saber que o nosso Rei é super simpático e nada tem de mal-humorado.Acontece que, sim, somos fãs e queremos notícias,fotos,videos novos, mas NÃO A QUALQUER CUSTO ! Ele antes de ser o nosso ídolo amado, é um homem comum, e merece ter o santo direito de privacidade e respeito. E tenho dito !


Mas convenhamos meninas, essas fotos feitas por esses paparazzis malas estão...como diria o Máskara : DEMAAAISSS !



Ai meus sais minerais... =S ~~~~ meninas, não queria deixar vcs com muita inveja de mim não, mas...ele tava tentando ligar pra mim, imaginem só, e ninguém deixava ! Aí ele inventou essa desculpa que estava ligando pro seu agente...Sabe como é né, essa mídia... ( Deixa eu sonhar também, gente ! )



Ai , ai, desse manjar eu raspo o prato ! Detalhe pro " Delta da felicidade" querendo dar o ar da graça no fim da blusa... Tô babandooo !


Set de T.U.T :



O que eu não faria pra ser esse microfone e morder bem gostoso esse biquinho lindo de morreEeEeEeEerrr... =SSSSS

É isso aí ! Eu mato vocês na unha ! Comigo não tem doses homeopáticas ! =D

Bom, e agora... de volta a nossa heroína Luiza veio o ar da graça. Aí vai :

___________________________________

- Brasil, huh ? Eu amo o Brasil.Já estive por lá duas vezes. Praias e ilhas maravilhosas,melhoram o humor de qualquer um.- Ele era lindo demais.Mais do que eu podia disfarçar.

- Sim, o Brasil é lindo...mais do que você pode imaginar.Vai ter de nos visitar várias e várias vezes para tentar conhecer todas as belezas...Desculpe, não me apresentei,meu nome é Luiza Marques.

- Eu vou adorar visitar o Brasil várias vezes.- Ele disse com a cara mais safada do mundo, e o olhar mais guloso e mais gostoso de se levar...- Muito prazer em conhecê-la,Luiza - Ele falava o meu nome tão bonitinho ! - Eu sou Gerry.E o que você faz por aqui ?

- Férias muito, muito merecidas.

- Sério ? Seu trabalho no Brasil te consome tanto assim ? - Ah, ele nem sabe o que estava a me consumir...

- Eu amo o meu trabalho,mas...ele não é a minha vida toda, e só parte dela,e eu estava esquecendo disto. - Nossa, até que eu estava conseguindo falar ! Diante daquele homem,eu imaginava que não ia conseguir falar,mas até que estava me saindo bem, e disfarçar, acho que não era mais tão necessário.

- Oh, não faça isso jamais,nunca esqueça de aproveitar a vida,muito bem. - sorriu e me olhou docemente.

- Sim...não esqueçamos,certo ?

- É...e o que você faz ?

- Eu sou advogada.

- Sério ? Eu tambem sou formado, mais nunca exerci.

- Jura ? E o que você faz então ?

Ele soltou uma gargalhada alta, espremendo os olhos, o que fez algumas pessoas no saguão olharem para nós.

- Engraçado,as brasileiras costumam saber o que eu faço.

- Hã ? como assim eu deveria saber o que você faz ?

- Eu sou ator.De Hollywood. – Ele pareceu ficar sem jeito para falar isso.

- Espere aí : Você é ator de Hollywood e eu não o conheço ? Viu como eu precisava de férias ? hahaha – Eu não acreditava na bola fora que mandei.Mas é claro ! Lindo,charmoso,apetitoso,bem vestidíssimo,educado...Havia algo mais nele que despertava a atenção das pessoas do aeroporto , como eu percebi.

Ele gargalhou novamente,enquanto um raio de sol encontrou conosco,fazendo nossos rostos se iluminarem e os nossos olhos,se encontrarem,deslumbrados ...Meu fôlego faltou.Meu coração disparou naquele momento.Já tinha acontecido antes,mas dessa vez,pareceu durar uma eternidade.Quando percebi,estávamos olhando um para o outro no meio do saguão,parados.Fiquei sem jeito, e ele continuou.

- Eu sou Gerard Butler, na Blockbuster mais próxima da sua casa,hahaha... mas pra você continua sendo Gerry. – Aquele olhar guloso ...

- hahaha, ok.Bom Gerry, de repente eu até já assisti algo seu, mas não estou correlacionando a você.Me desculpe.

- Imagine ! Acontece por aqui o tempo todo também.Eu sou conhecido por ser ator,mas não sou ator para ser conhecido. – Sorriu doce,novamente.Ele é um encanto de homem,mesmo.

- Está bem.Assim que der assistirei a toda a sua filmografia,serei fã de carteirinha e tudo, prometo.

- hahaha, está bem.

Fomos saindo do saguão , já estávamos na saída.Foi a hora da despedida.

- Bom eu vou indo...Foi um prazer conhecê-lo, Gerry.

- O prazer é meu.Não esqueça, na Blockbuster...

- ...mais próxima da minha casa, pode deixar - Rimos os dois.

- Quanto tempo ficará na terra do Tio Sam ?

- Um mês, aproximadamente.

- Certo.Até mais,nos vemos por aí... – Me abraçou pela cintura, e me beijou no rosto, longamente, afagando meus cabelos.Eu nunca esqueci ou esquecerei desse momento...

- Tchau,Gerry. – Fiquei na expectativa de que ele pedisse meu telefone, ou qualquer coisa do tipo, mas...não.Ele não pediu.

- Tchau, Linda Brasileira...

Despedimos-nos finalmente, e minha cabeça já estava girando.Me perguntava e perguntava por que ele não pediu nada para entrar em contato.Fiquei triste repentinamente, e entrei no taxi.

- Para onde, Senhorita ?

Dei as coordenadas para o motorista,e chegando ao hotel, tomei um banho e descansei durante o fim da tarde.Mas a noite me aguardava, e eu, planejava sair e aproveitar as minhas férias, mas infelizmente, sem a companhia esperada.

______________________________________

Bom, meninas, por hoje é só. Prometo que não demoro a postar como demorei da última vez,mas é que tive de escrever a nossa fic toda de novo ! Imaginem,tava quase pronta e ...SUMIU ! ¬¬'

Enfim, Comentem sobre o que vocês acharam como sempre, ok ?

Super beeeeeeijos minhas flores ! ;***

2 de jun de 2008

Gerry é 4+6 = 10








Gerard James Butler...você é 10!!!


Não é simplesmente porque ele é mais que maravilhoso, mas tbm porque ele calça 46 e 4+6 = 10 hehehe e segundo a numerologia é o número da liderança e por aí vai...mas não estamos aqui para falar de numerologia, na na ni na nocas hehehehe, estamos aqui para falar desse Deus Greco-Escocês que calça 46 e nos leva a loucura.
Que Deus havia caprichado, eu já sabia, pois beleza assim nunca vem facilmente hehehehe - ainda mais uma tão completa -, mas nunca pensei que o esmero ia ser tão grande - literalmente - a ponto de ter 1,88m e calçar 46 !!
Bem que uma amiga biba falou, que o Gerry não foi feito para iniciar a vida sexual de nenhuma mulher e sim para finalizá-la com chave de ouro...pois se o Gerry te aposenta logo de primeira x_X - pobre de mim.
Se na novela a Silvia fez 15 vezes com o JB, eu faria mais de 20 com o GB hehehehe.


Eu iria do 69 ao 609, não ficaria só no missionário...eu seria o monastério inteiro... - como diz a música do Nouvelle Vague: "não há nada que nós não vamos fazer baby" - Ooops! Acho que fui longe demais...mas fazer o que...leio "A Casa dos Budas Ditosos", adoro Anaïs Nin, Henry M. e D.H.Lawrence, tenho uma imaginação fértil para caramba e ainda penso no Gerry, como eu terei uma mente limpa? NÃO DÁÁÁÁÁ!
Ainda bem que não tenho namorado, pois caso tivesse ele seria um corno presumido haihaiahah.








Sonho acordada, de olhos fechados, no ônibus, andando pelas ruas, com o dia mais feliz da minha vida heheh, ou seja, com o dia em que eu irei conhecê-lo e dar - de todas as formas - demonstração do meu imenso carinho - tão grande qnto o pé dele, e outras coisas mais =P




Imaginem só...ele olhando para ti, apaixonadamente,


te acariciando e roçando a barba em ti,


em certos momentos - vários - arrancando tuas roupas e deixando a mostra tua lingerie Victoria's Secret hihih...


dando-te autos beijos - de língua é o estilo que ele mais prefere...



Digam-me se isso dá ou não dá calor?!?!


Fui muito além da imaginação??


Ah!...se eu fui, não importa, pois tenho certeza de que não fui sozinha e tenho mais certeza ainda de que muita gente me acompanhou.
Bisous mes amours!!





1 de jun de 2008


SmileyCentral.com



oi meninada olha eu aqui denovo novamente rsrsrs...
dei uma passadinha aqui pra mais uma vez deixar uma
pequena e humilde contribuição, sei que o que vou postar
aqui ainda mais se tratando do Gerry, não é nada humilde
mais como sou modesta resolvi falar assim kkkk...


_________________##____________________##____________________##_____________________

Bem todas vcs sabem que Gerry nos desperta as mais diferentes sensações e inspirações, pois é sempre acabamos descobrindo um lado em nós mesmas que muitas vezes desconheciamos, então descobri que apesar de eu não ser uma pessoa nada romântica, que sou poetiza sério, fico fazendo versinhos e poesias inspiradas no Gerry!! podem rir de mim sei que isso é ridículo e patético mais é a verdade, como meus poemas são péssimos resolvi pegar alguns versos conhecidos e feitos por outros autores e dar as minhas próprias modificações, vejam só:>>>

SmileyCentral.com






"O amor é uma palavra tão pequena pra expressar esse sentimento tão profundo que está dentro de mim e sinto por vc!"



Humm.. Gerry, profundo, dentro, não sei não mais to achando essa mistura de palavras meio suspeitas vcs nãoacham kkkkkkk...SmileyCentral.com


A luz que ilumina meu interior só é forte quando recebe o brilho do teu lindo sorriso.......






aaahhh fala sério vcs não acham que esse sorriso é o mais lindo do mundo, e o único capaz de fazer nosso dia mais feliz!!!!





"Que culpa tenho eu? de te amar-te sem medidas se em ti encontro o rei que sempre quiz, juro só de te olhar já perco os sentidos.."




Ah, como é triste reprimir o coração, quando se ama de "Montão" quem não sabe que a gente existe!!




"Tua beleza resplandecente, escravizou a minha alma que agora insistentemente deseja-te infinitamente, todos os dias da minha vida."







*Dizem os grandes sábios que nada é impossível, mas pra mim impossível é não te amar.*







"As vezes te comparo com as estrelas do céu , posso amá-las mas não posso tocá-las nem tê-las."







"Se eu tiver que escolher entre você e o sorriso, escolho você, pois sem você nunca irei sorrir."









"Sempre que estiver triste lembre-se que alguém é feliz pelo simples fato de você existir."



ai gente cada vez que vejo ele com essa carinha me parte o coração

vem aqui amor que a gente te consola srsrsrs!!!

se ele já ta com a cara cansada assim imagina depois que a gente consolar ele kkk



SmileyCentral.com




"Nunca feche os olhos para o mundo, pois há pessoas no mundo que esperam o seu olhar."






SmileyCentral.com



"Hoje eu sou louca de vez, um pouco porque eu já era, um pouco porque você me fez."






________________§#@#§_________________§#@#§_________________


Bom meninas é isso espero que tenham gostado dos versos inspirados no Gerry, é uma pequena homenagem que faço a ele e resolvi partilhar com vcs afinal ser Gerrymániaca é muito bom mais é melhor ainda quando se tem pessoas como vcs que compartilham do mesmo sonho que eu!!!


SmileyCentral.comBejokas meninas, FUI>>>>>>>>>>>SmileyCentral.com